Assessor do Vereador Eudes passa a noite na delegacia e pode pegar até 04 anos de prisão.

 

Alessandro Batista de Lima, o Sandro do Sindicato, assessor do vereador Eudes Souza da cidade de Cabedelo, é acusado de causar baderna e perturbação em via pública ao utilizar um carro de som na porta da Câmara Municipal, durante a sessão ordinária da casa legislativa cabedelense, para tumultuar a sessão além de desacatar e causar lesão física a um guarda civil metropolitano da cidade portuária.

Como informado exclusivamente aqui no Click Metropolitano Sandro, que também é presidente do diretório municipal do PT, é o autor da ação que adiou para março a eleição suplementares, no momento em que foi acionada a guarnição da GCM para abordar Sandro e solicitar dele duas vezes que baixasse o som para que não atrapalhasse a sessão.

No primeiro pedido, Sandro teria baixado o som. Na segunda tentativa da Guarda Civil de manter a ordem pública, testemunhas relatam que Sandro teria elevado o tom com os guardas usando palavras de baixo calão, Não vou baixar, você não manda aqui…Seu B*&¨¨%$……Vai tomar no C*&#@#@ (Fala de Sandro). Segundo Auto de prisão em flagrante, em depoimento o GCM Irenildo Ribeiro da Silva disse ainda que após os insultos Sandro partiu para a agressão física, fato que teria causado uma lesão na perna de um do agente da GCM Diocélio da Silva Magalhães.

O GCM Diocélio da Silva Magalhães prestou depoimento e disse em auto de prisão que irá representar contra Sandro por lesão corporal. Nos auto de prisão em flagrante, pesam contra Sandro acusações de desobediência, desacato, resistência à prisão e lesão corporal .

Em vídeos exclusivos do Click Metropolitano vemos o momento da primeira abordagem feito pelos GCMs em que, é solicitado a Sandro do sindicato parar o som através de diálogo. Já em segundo vídeo Sandro é conduzido com resistência do mesmo pelos GCMs e agride o guarda municipal o ocasionando a lesão corporal.

Somando as penas deram  4 anos de reclusão, impedindo o delegado de arbitrar fiança. Com isso, o presidente do PT municipal cabedelense passou a noite na Central de Polícia, no Geisel, e nesta quarta-feira (5) será levado à presença do juiz de custódia da comarca de Cabedelo, que decidirá pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva ou se o acusado responderá ao processo em liberdade.

 

Veja os vídeos:

Primeira abordagem feito pelos GCMs.

Momento da Prisão de Sandro e agressão do mesmo ao GCM.

 

Autos de Prisão em Flagrante, lavrado na Central de Polícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *